Páginas

Aviso

O autor adverte que o conteúdo dos textos a seguir pode ser de origem real, imaginária ou onírica. Logo, em se tratando de semelhanças com o cotidiano, os mesmos podem distorcê-lo em intensidade e veracidade dos fatos.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Nós dois


Depois de ver tudo tão plano,
Nós nos desmoronando,
Enterrando o após.
Parti para achar meu acaso,
Despertar o atraso
Desse tempo em vão.
Quero que você seja feliz,
Hei de ser feliz, porém

Eu sei, há de ser um duelo
Pra romper nosso elo
E fingir omissão.
Então, viverei no cinismo,
Escondendo o abismo
Que só cresce no chão.
Quero que você seja por mim
O que eu hei de ser por ti,

Passou e não vi a distância
Entre a intolerância
E o impulso voraz.
Foi bom perceber meus desvios,
Traduzir teus vazios
E aprender a te amar.
Quero que você me diga sim
Quando eu te pedir a sós

Perdão pelo choro presente
Nos teus olhos descrentes
Ao perder-me das mãos.
Não sei se terei tua resposta,
Se eu valho a aposta
De um futuro em paz.
Quero que você seja feliz,
E por feliz serei somente se
Nós dois.

Caio Sereno.

2 comentários:

  1. Adorei esse, Caio!
    Vc está a cada dia mais fera! (Tá sofrendo, ném? - o sofrimento é bom pra escrever poesia né não? rsrs)
    Beijocas, Bia

    ResponderExcluir
  2. CONVITE

    Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
    Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, leve e dinamico. Palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. Mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
    Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
    Abraços do
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir