Páginas

Aviso

O autor adverte que o conteúdo dos textos a seguir pode ser de origem real, imaginária ou onírica. Logo, em se tratando de semelhanças com o cotidiano, os mesmos podem distorcê-lo em intensidade e veracidade dos fatos.

domingo, 31 de março de 2013

Teu melhor vestido

Olhe nas fotos, amor.
Minha pele fica tão bem na tua.
Por que então que a gente continua
A fingir que eu não caibo em ti?

Se ao deslizar no teu corpo
No momento em que te cubro
De branco e pálido vou a rubro
E te aqueço sem cessar.

Olhe bem nas fotos, amor.
Meu sorriso contigo fica tão estético.
Como podes então me achar sintético
Quando eu já faço parte de você?

Se mesmo nas noites quentes
Delirando e se achando sã
Tu deseja o cobertor de lã
Que um dia esqueci de levar.

Não olhe mais nada, amor.
Vê se tira logo os teus tecidos,
Porque de todos os teus vestidos
Sou aquele que te veste melhor.

Caio Sereno.

Um comentário:

  1. Maravilhoso! Você me surpreeende, cada vez mais! Beijos!

    ResponderExcluir